Francisco Perdigão – O artista multifacetado

Existem pessoas que são geniais num género artístico, seja ele video, ilustração, dança, ou até mesmo em géneros fora da esfera genérica de arte, mas que no fundo exigem um pouco da mesma, como Surf ou Skate.

Depois existem pessoas que simplesmente são geniais em tudo o que fazem. Conheçam uma dessas pessoas, o Francisco Perdigão.

Comecemos pelo skate, a primeira “arte” onde Francisco Perdigão, ou Kiko para os amigos e conhecidos, começou a impor o seu respeito. Fruto do belo “Largo de Jesus” em Setúbal, um skate parque inventado por quem gosta da prática, desde cedo impôs o seu talento neste e noutros skate parques nacionais e internacionais. Ao longo dos últimos anos teve vários patrocínios, elogios e dores no corpo, mas a verdade é que estamos a falar de um dos skaters mais importantes de Setúbal.

Anos mais tarde decidiu aliar dois gostos, o do skate com o da madeira e criou o projecto Medula, um projecto dedicado ao fabrico de colares e peças de madeira, grande parte de restos de pranchas de skate. Através deste projecto, Kiko conseguiu explorar a sua criatividade através de belos colares e anéis em madeira, combinando várias camadas de restos de skate, dando vida a peças únicas.

22221111

Agora, em 2016/2017, voltou à ilustração, uma arte que tinha aprendido e desenvolvido há vários anos, mas na qual nunca se tinha sentido muito à vontade para explorar.

Em relação ao futuro, esse é uma incógnita.

Foto de destaque por João Mascarenhas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios
Matéria Negra